Fazer Mergulho em Bombinhas 2021

Bombinhas, no litoral de Santa Catarina, é uma das cidades mais bonitas de todo o Brasil e isso não é segredo para ninguém. Além das belíssimas praias de água cristalina, dos belos mirantes com vista para o mar, das trilhas que permitem aos turistas um maior contato com a natureza e diversas outras coisas, o mergulho em Bombinhas também é uma atividade de tirar o fôlego de qualquer um.

Nesse contexto, este artigo vai te explicar tudo o que você precisa saber para fazer um dos magníficos passeios de mergulho que a cidade oferece. Por exemplo, aqui, falaremos sobre os cuidados que você precisa tomar antes de mergulhar e traremos uma lista com os principais locais de mergulho que a cidade apresenta. Ficou interessado(a)? Então separe a roupa de mergulho e venha conferir!

Mergulhos nas praias de Bombinhas: o que você precisa saber antes

Por possuir oportunidades incríveis de mergulho, Bombinhas é um dos destinos mais procurados do estado de Santa Catarina. No entanto, apesar de conseguir abrigar as mais diversas modalidades do mergulho em uma cidade só, antes de ir até Bombinhas, você, mergulhador profissional ou amador, precisa saber de algumas regras básicas e alguns cuidados que você precisa tomar no com relação aos mergulhos. Abaixo, separamos algumas dessas dicas:

  1. Especialmente se você for mergulhador amador, é muito importante que você tenha em mente qual a modalidade de mergulho que você deseja praticar. Isso porque, dependendo de qual seja ela, por exemplo, com cilindro, livre, entre outros, é necessário alugar ou comprar equipamentos, contratar um instrutor certificado, entre outras coisas. Sendo assim, já ir com a cabeça feita sobre qual a melhor opção pode ser interessante.
  1. Respeite as reservas ambientais:

Na cidade de Bombinhas e em suas praias, existem algumas regras que precisam ser cumpridas. Dessa maneira, especialmente se a sua intenção é visitar a ilha da reserva, área protegida pelo IBAMA, você precisa conhecer quais são as regras que devem ser seguidas para chegar até lá e, possivelmente, precisará contratar um instrutor credenciado para te acompanhar, pois o acesso é controlado.

  1. Priorize fazer o passeio acompanhado por um instrutor:

Por mais que você seja experiente em mergulhos, muitas vezes, é interessante contratar um instrutor para que ele te guie e te explique quais são os perigos de mergulhar naquela região. Dessa maneira, procure alguma empresa que ofereça serviço de mergulho e opte sempre por empresas que possuem licença para funcionar, pois isso significa que elas seguem os protocolos de segurança.

  1. Tome os cuidados necessários para que o mergulho não afete sua respiração:

Especialmente se você já tem problemas crônicos como asma, entre outros, você precisa se certificar de que está tudo bem antes mesmo de tentar praticar o esporte. Dessa maneira, avise ao instrutor da sua condição e peça exercícios para saber se você aguenta ficar com o equipamento de respiração mesmo embaixo d’água.

  1. Só entre na água quando você conhecer as regras de segurança e for capaz de obedecê-las:

As regras de segurança existem por um motivo. Por isso, antes de mergulhar, preste atenção no que o instrutor diz, aprenda a usar o equipamento de forma adequada, decore os sinais que o instrutor possa fazer e o que esses sinais significam, entre outras coisas. Além disso, é muito importante que você respeite todas as regras para que não ocorram eventuais acidentes.

Melhores lugares para mergulhar em Bombinhas

Explicadas algumas precauções que você deve seguir antes de mergulhar em alguma praia de Bombinhas, abaixo, te apresentaremos os melhores lugares para mergulhar:

Mergulho em Bombinhas – Paraíso das Tartarugas

Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

Como o próprio nome sugere, essa região faz parte de uma reserva que promove a preservação ambiental da região. Nela, fazem parte diversas ilhas, uma mais bonita do que a outra (como podemos observar na foto anterior), todas elas com água cristalina. Nessa região em especial, o mergulhador pode observar, além de peixinhos coloridos, tartarugas, corais e diversos outros membros da diversidade marinha. No entanto, atenção: para mergulhar nesse lugar, é preciso seguir algumas regras, portanto, consulte o instrutor sobre isso.

Calhau de São Pedro

Mergulhar no Calhau de São Pedro é uma experiência única. Apesar de fazer parte da Reserva mencionada anteriormente, neste artigo, optamos por falar dele de forma separada porque, aqui, é onde a mágica do mergulho com cilindro acontece: existe um espaço com profundidade de, aproximadamente, 16 metros, com diversos corais moles no percurso, o que torna esse ambiente ideal para ser usado por esse tipo de esporte.

No entanto, antes de tentar ir até lá para perguntar, certifique-se de que você é profissional e que já possui muita experiência em mergulho, pois mergulhar com essa profundidade pode ser muito perigoso para quem não é experiente. Ainda assim, o ideal é que você faça o passeio acompanhado de uma empresa de mergulho e de um instrutor credenciado na área.

Ilha das Galés

Também ilha membro da reserva, a Ilha das Galés proporciona uma experiência igual para todos os públicos: como o mar da região é bastante calmo, é possível mergulhar mesmo sem muita experiência. Esse passeio chama a atenção, em especial, devido aos restos de um navio que naufragou na região no ano de 1957 e que ainda está lá, servindo de criadouro para as mais diversas espécies. Além disso, o local é rico em cardumes e tartarugas que fazem a festa de quem gosta de contato com a natureza.

Ilha do Macuco

Também pertencente da reserva biológica, a Ilha do Macuco oferece aos mergulhadores o passeio mais interessante que Bombinhas possui. Aqui, além da biodiversidade, você também pode visitar destroços de diversos navios que naufragaram na região, tudo isso de uma forma bastante acessível.

Praia da sepultura

Uma das praias mais famosas da região, a Praia da Sepultura, devido a sua água limpa, maré tranquila e a existência de peixinhos coloridos na região, proporciona ao visitante a possibilidade de praticar o snorkeling, que é um tipo de mergulho que não exige supervisão de um profissional nem equipamento especializado, além do óculos de proteção. Nesse passeio, o turista pode ver o fundo do mar e algumas coisas bem interessantes.

Ilha do Arvoredo

Também pertencente a Reserva Biológica da região, a Ilha do Arvoredo, além de possuir atrações turísticas devido a sua cobertura de Mata Atlântica praticamente intocável, com a presença de espécies nativas e um bom número de representantes da fauna e da flora, também oferece uma das melhores experiências de mergulho da região. Aqui, você pode mergulhar em uma profundidade de até 15 metros, interagir com a vida marinha e diversas outras coisas. No entanto, para isso, é preciso ter autorização do IBAMA.

Praias de Miséria e Biguá

Se o que você está procurando é uma oportunidade de passeio com toda a sua família, além da Praia da Sepultura, também existem as praias de Miséria e Biguá que possibilitam um mergulho de forma mais acessível, de uma forma que até mesmo crianças podem fazer sem muitos riscos (desde que acompanhadas por um adulto responsável). Nessas praias, além de ter a oportunidade de ver peixinhos coloridos, representantes da flora e da fauna do mar, entre outras coisas, os visitantes ainda podem contar com um local extremamente lindo, de águas cristalinas e de areia extremamente branca.

Quais são os locais menos cheios?

Se o que você procura é uma experiência mais intimista, vai gostar de saber que existem locais nos quais você pode fazer o mergulho sem a presença de tantos turistas ao redor, como é o caso de duas ilhas, a ilha Calhau e a Ilha São Pedro. Nelas, devido ao fato de que o mar é considerado bastante fundo e rochoso, com profundidade de, aproximadamente, 16 metros, a região é destinada apenas a mergulhadores profissionais e/ou experientes, sendo assim, comumente, elas estão vazias. No entanto, como dito anteriormente, para mergulhar nessas ilhas você precisa de autorização do IBAMA.